Facebook troca pessoas por algoritmo no trending

Facebook troca pessoas por algoritmo no trending

A maior rede social do mundo com milhões de usuários trocou a equipe do módulo do “trending” por um robô. Resultado: absurdos aparecem na lista de notícias que sequer são checadas.

O algoritmo seleciona o que interessa e assim aparece absurdos, como a história falsa sobre a jornalista Megyn Kelly, da Fox News e um vídeo de um adulto se masturbando com um hambúrguer de frango do McDonald’s.

De acordo com o El País, a equipe que começou a trabalhar em 2014 em Nova Iorque foi demitida na sexta-feira, sem aviso prévio.

Shayra Khan, que está entre os demitidos, disse que quase sempre saíam do trabalho de madrugada, não eram incluídos nos turnos de férias e não contavam com as vantagens dos empregados com carteira assinada, pois eram terceirizados, um modelo muito comum no mundo da tecnologia para contratar serviços temporários de conteúdo ou design.

A maioria das contratações permanentes é geralmente de engenheiros, enquanto esses colaboradores trabalham como autônomos com contratos por projeto.