Distritais votam hoje 30 projetos e na quarta a LDO

Deputado Eduardo Pedrosa e o subsecretário Rogério Conde DF Misto BRasil
Deputado Eduardo Pedrosa e o secretário executivo de Finanças, Thiago Rogério Conde/Arquivo/Divulgação/CLDF

A pressa é por conta do recesso parlamentar que, oficialmente, começa no dia primeiro de julho, com férias previstas de 30 dias.

Por Misto Brasil – DF

A Câmara Legislativa deverá acelerar nesta terça-feira (25) a votação de cerca de 30 projetos, uma parte de origem do governo e boa parte dos parlamentares.

O acordo de votação foi firmado na tradicional reunião de líderes particidários realizada na tarde da segunda-feira (24).

Entre os projetos está o de número 285/203, que estabelece a obrigatoriedade de uso de câmeras corporais pelos policiais militares. O tema é polêmico e aparentemente não há um consenso até agora sobre o assunto.

No encontro de ontem não houve acordo para uma revisão do texto do PPCUB antes da publicação oficial no Diário Oficial da CLDF. Assim, a revisão pela oposição só vai ocorrer após a publicaçào pela Câmara Legislativa. Mesmo assim, o texto e anexos segure direto para o Palácio do Buriti.

Leia – governo atropela a oposiçào na votação do PPCUB

Assista a entrevista exclusiva com Paulo Octávio sobre o PPCUB e outros assundos

A proposta foi aprovada às pressas na semana passada e está gerando muitas discussões.

A principal delas é a possibilidade de Brasília perder o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, concedido em 1987, pela Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura (Unesco).

No encontro da segunda também ficou definida a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2025. para quarta-feira (26), o que praticamente antecipa em dois dias o recesso parlamentar de julho.

O relator da LDO, deputado distrital Eduardo Pedrosa (União), garantiu que não há conflitos para a aprovação, pois há um acordo de não vetar as emendas parlamentares,

Nesta terça-feira, haverá a reunião da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças. É a oportunidade para sistematizar as emendas apresentadas até sexta-feira (21) pelos distritais.

O relator pode apresentar emendas ao texto ainda hoje, como a indicação de R$ 50 milhões para cada deputado para custear a reestruturação de carreiras de servidores.

A prioridade são as áreas de saúde, educação e segurança pública, segundo informou a deputada distrital Dayse Amarilio (PSB).

Pedrosa disse que três deputados não indicaram as suas emendas e que serão aprovetadas por ele com esse objetivo.

 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas