Peru prorrogou o estado de emergência em quatro províncias

Mapa América Latina Equador, Brasil e Peru Misto Brasil
Fronteiras do Equador com países como o Brasil e o Peru/Arquivo/Reprodução

Duas províncias do departamento de Loreto, localizado na Amazônia ao norte do país e fronteiriço com Equador, Colômbia e Brasil

Por Misto Brasil – DF

O governo do Peru decidiu nesta quarta-feira (05) prorrogar o estado de emergência em quatro províncias devido ao aumento do crime organizado e do tráfico ilícito de drogas.

A região mais afetada pelo crescimento da violência fica próxima às fronteiras com o Equador, Brasil e Colômbia.

“Foi adotada a decisão de continuar e aprofundar a luta contra o crime organizado e o tráfico ilícito de drogas.

Nesse sentido, o Conselho de Ministros acordou prorrogar os estados de emergência nas áreas de Putumayo (norte) e Mariscal Ramón Castilla, no departamento de Loreto (norte); e, no departamento de La Libertad, prorrogar a declaração de emergência nas províncias de Pataz (noroeste) e Trujillo (noroeste)”, declarou o primeiro-ministro, Gustavo Adrianzén, em coletiva de imprensa.

Putumayo e Mariscal Ramón Castilla são duas províncias do departamento de Loreto, localizado na Amazônia ao norte do país e fronteiriço com Equador, Colômbia e Brasil. Já Trujillo e Pataz são duas províncias do departamento de La Libertad, localizado na costa norte peruana.

Em Putumayo, Mariscal Ramón Castilla e Pataz, a medida visa combater as máfias de narcotraficantes e outras dedicadas à mineração ilegal. Em Trujillo, a manutenção do estado de emergência vai atuar para reduzir o crime organizado ligado a delitos como homicídios por encomenda e extorsão.

O primeiro-ministro indicou ainda que a medida vigorará por 60 dias, a partir de 12 de junho, em Putumayo e Mariscal Ramón Castilla. Em Trujillo e Pataz, terá duração por 30 dias a partir de 13 de junho.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas