China diz que conferência de paz deve ser reconhecida pela Rússia e Ucrânia

Ucrania posto de comando comandante Oleksandr Syrsky Misto Brasil
Oleksandr Syrsky no posto de comando com o estado maior da Ucrânia/Arquivo/Oleksandr Syrsky

A agenda está sendo preparada pela Suíça, mas há divergências dos chineses em função dos propósitos até agora colocados

Por Misto Brasil – DF

O Ministério das Relações Exteriores da China agradeceu “os esforços da Suíça de realizar a primeira conferência para resolver a crise ucraniana”, mas deixou claro que ela tem de ter em conta os interesses dos dois lados.

A agenda da conferência sobre a Ucrânia na Suíça diverge das exigências da China, por isso é difícil para Pequim participar do evento, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China.

Leia – EUA teria autorizado a Ucrânia a fazer ataques em território russo

“Há uma clara discrepância entre a agenda da conferência, as exigências da China e as expectativas gerais da comunidade internacional”, afirmou Mao Ning em uma coletiva de imprensa.

“As demandas da China por uma conferência de paz que seja justa e imparcial e que não seja dirigida contra nenhuma das partes estão refletidas no consenso sobre a solução política da crise ucraniana publicado recentemente com o Brasil, e também refletem as preocupações comuns da comunidade internacional, especialmente dos países em desenvolvimento”, disse ela.

Além disso, a conferência de paz sobre a Ucrânia deve ser reconhecidapela Rússia e Ucrânia, caso contrário, será difícil desempenhar um papel significativo na restauração da paz, acrescentou Mao Ning.

“Em primeiro lugar, gostaria de observar que a China aprecia muito os esforços da Suíça de realizar a primeira cúpula para resolver a crise ucraniana. Temos estado em contato próximo com a Suíça e as partes relevantes sobre esta questão desde o início deste ano”, disse a diplomata.

 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas