Proposta de reajuste aos professores de universidades é de 13,3% a 31%

Servidores greve universidade Misto Brasil
Servidores do quadro administrativo estão em greve/Arquivo/Divulgação

Os reajustes só serão repassados a partir do próximo ano, já que o governo argumenta não haver espaço no orçamento

Por Misto Brasil – DF

Com mais de 50 instituições de ensino federais paralisadas há pelo menos um mês no país, o governo apresentou nesta quarta-feira (15) a última proposta de reajuste salarial aos professores de colégios e universidades federais para encerrar a greve nacional.

Os aumentos variam de 13,3% a 31% até 2026.

Os reajustes só serão repassados a partir do próximo ano, já que o governo argumenta não haver espaço no orçamento deste ano.

Conforme a proposta, os aumentos não serão lineares e vão variar conforme a base na categoria — quem recebe mais terá reajuste de 13,3%, e o grupo que recebe menos terá o reajuste máximo, de 31%, informou a Agência Brasil.

O Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) informou que essa é a última oferta do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) aos docentes federais.

“A ausência de reajuste salarial para 2024 continua, conforme o governo, que destacou a falta de orçamento para este ano“, alegou a entidade. A expectativa é que a categoria vote a proposta até o dia 27 de maio.

De acordo com o MGI, com o reajuste linear de 9% concedido ao funcionalismo público federal no ano passado, o acumulado até o fim da atual gestão ficará entre 23% e 43%.

A inflação estimada está em 15% até 2026. A contraproposta que foi apresentada no início desta semana foi a recomposição salarial de 22,71% já no segundo semestre deste ano.

“Os professores querem também que o governo recomponha o orçamento das universidades federais e revogue normas que prejudicam a carreira docente, baixadas no governo anterior”, acrescentou a Agência Brasil.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas