Dois deputados do DF votaram pela prisão de Chiquinho Brazão

Deputado Rafael Prudente MDB DF Misto Brasil
Deputado Rafael Prudente é filiado ao MDB do Distrito Federal/Pedro Chavo/Divulgação

Outros dois votaram contra a prisão, três não compareceram para votar e um optou pela abstenção na votação que aconteceu à noite

Por Misto Brasil – DF

Dos oito deputados da bancada federal do Distrito Federal, apenas dois parlamentares votaram a favor da manutenção da prisão do deputado Chiquinho Brazão (sem partido-RJ). A votação aconteceu hoje (10) à noite no plenário da Câmara.

Leia – Câmara mantém a prisão do deputado Chiquinho Brazão

Foram no total 277 votos favoráveis, 19 contra a cassação e 28 abstenções. E entre essas abstenções está o deputado Rafael Prudente (MDB-DF). Veja como votaram todos os deputados.

Os deputados Bia Kicis (PL-DF) e Alberto Fraga (PL-DF) votaram contra a manutenção da prisão do colega, que está preso na penitenciária federal de segurança máxima de Campo Grande. Ele está em regime especial, ficando isolado 23 horas com direito a uma hora de Sol.

Os deputados Fred Linhares, Gilvan Máximo e Júlio César, todos do Republicanos, não apareceram no plenário. Eles integraram o batalhão de 78 parlamentares  que não se manifestaram pelo voto.

Professor Reginaldo Veras (PV) e Érika Kokay (PT) votaram a favor da manutenção da prisão.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas