Moradores do mercado de drogas se juntam com a polícia contra traficantes

Christiania Copenhague Dinamarca Misto Brasil
Moradores ritiram paralelepípedos da rua das drogas em copenhague/Reprodução vídeo

A comunidade do famoso enclave hippie de Christiania, no coração de Copenhague, se cansaram da situação

Por Misto Brasil – DF

O famoso enclave hippie de Christiania, no coração de Copenhague, na Dinamarca, é considerado há décadas um refúgio da contracultura e um paraíso libertário. A Pusher Street, rua central da comunidade conhecida pelo mercado de drogas, é particularmente popular entre os turistas.

Nos últimos anos, porém, o crime organizado vem assumindo cada vez mais o controle, e Christiania passou a ser atormentada pela violência do narcotráfico, informou a Agência DW.

Os moradores da comunidade se cansaram da situação. Neste sábado (06), eles se juntaram à polícia, à prefeita de Copenhague e ao ministro da Justiça da Dinamarca para recuperar a Pusher Street da mão dos traficantes.

Munidos de pás e pés-de-cabra, os locais arrancaram os paralelepípedos da rua para abrir caminho para um projeto de restauração. Enquanto pegavam pedras pesadas e as jogavam em carrinhos de mão, uma por uma, houve aplausos comemorativos e gritos de “Christiania!”.

Conhecidos como Christianites, os moradores já haviam tomado a decisão drástica de fechar a rua em agosto passado, depois que o enclave registrou seu quarto assassinato em três anos.

A porta-voz local, Hulda Mader, disse à agência de notícias AFP que a Pusher Street havia “se deteriorado” e “realmente não era um lugar muito agradável”.

Ela mencionou a violência entre os traficantes, que sempre davam um jeito de reerguer as barracas de haxixe depois que elas eram removidas. “Eles brigam entre si, brigam com as pessoas e são violentos”, contou Mader.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas