Ministro concede liberdade para mais um coronel da Polícia Militar

CPI dos Atos Antidemocráticos coronel Paulo José Bezerra Misto Brasília
Paulo José Bezerra durante depoimento na CPI dos Atos Antidemocráticos/Arquivo/Divulgação/CLDF

Paulo José Bezerra, que está na reserva, é o quarto militar a ser solto, mas terá que cumprir medidas restritivas

Por Misto Brasil – DF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liberdade provisória ao coronel Paulo José Bezerra, da Polícia Militar do Distrito Federal, preso em investigações relacionadas aos ataques de 8 de janeiro. A decisão é desta quarta-feira (03).

O coronel Paulo está na reserva desde o ano passado. A defesa anexou a aposentadoria do militar ao processo e pediu a liberdade, de acordo com a CNN.

Em liberdade, o coronel terá que cumprir medidas cautelares como proibição de se comunicar com os demais envolvidos, proibição de usar redes sociais, suspensão de porte de arma e de passaporte e obrigação de usar tornozeleira eletrônica.

O militar é mais um da antiga cúpula da PM a sair da cadeia. O ministro concedeu liberdade para os coronéis Fábio Augusto Vieira, ex-comandante-geral, Klepter Rosa, ex-subcomandante e Marcelo Casimiro, ex-comandante de tropa

Moraes, no entanto, havia negado inicialmente a revogação da prisão de Paulo José na data em que concedeu a liberdade aos outros.

Citou que o coronel “permanece como militar da ativa da PMDF, havendo, portanto, fundado receio de que, em liberdade, possa encobrir ilícitos, alterar a verdade dos fatos, coagir testemunhas, ocultar dados e destruir provas”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas