Síria e Irã acusaram Israel de executar um ataque que destruiu consulado iraniano

Ataque consulado Damasco Síria Misto Brasil
Consulado do Irã em Damasco destruído por um ataque/Reprodução vídeo

O ataque deixou oito mortos, entre eles o general da Guarda Revolucionária do Irão, Mohamed Reza Zehedi. Os dois países prometeram revidar

Por Misto Brasil – DF

As autoridades da Síria e do Irã acusaram Israel nesta segunda-feira (01) de executar um ataque que destruiu o consulado iraniano em Damasco, deixando oito mortos, entre eles Mohamad Reza Zahedi, um general da Guarda Revolucionária iraniana.

“Por volta das 17 horas de hoje (horário local, 11 horas de Brasília), o inimigo israelense realizou uma ofensiva aérea contra o prédio do consulado iraniano em Damasco”, disse uma fonte militar não identificada à agência de notícias estatal síria Sana.

Segundo a agência, o ataque “destruiu completamente o edifício e afetou todos os que se encontravam no seu interior, resultando em mortos e feridos”, sem dar mais detalhes.

Veículos comunicação oficiais iranianos, por sua vez, identificaram Zahedi como um dos mortos no ataque, que não foi reivindicado por Israel, como é habitual quando se trata de bombardeios israelenses contra território sírio.

O jornal americano New York Times apontou que autoridades de Israel confirmaram, sob anonimato, que o país de fato executou o ataque.

“O regime sionista (Israel) atua contra as leis internacionais, motivo pelo qual receberá uma dura resposta da nossa parte“, afirmou em Damasco o embaixador do Irã na Síria, Hossein Akbari.

O diplomata testemunhou da janela da embaixada iraniana o ataque contra o consulado, que, segundo ele, foi realizado com caças F-35 que dispararam seis mísseis contra instalações iranianas.

Por sua vez, o ministro das Relações Exteriores iraniano, Hossein Amir Abdollahian, classificou o ataque ao consulado como “uma violação de todas as obrigações e convenções internacionais”. “Enfatizo a necessidade de uma resposta séria da comunidade internacional a tais ações criminosas”, disse Abdollahian em um pronunciamento conjunto com seu homólogo sírio, Faisal Mekdad.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas