Presidente do Peru, Dina Baluarte, não declarou relógios de luxo

Peru presidente Dina Boluarte Misto Brasília
Dina Boluarte é a nova presidente do Peru, empossada hoje após uma tentativa de golpe/Arquivo/Trone

A situação ainda levou o Congresso do país a apresentar um segundo pedido de destituição de Boluarte do cargo

Por Misto Brasil

Documentos divulgados nesta segunda-feira (1º) revelaram que a presidente do Peru, Dina Boluarte, não declarou à Controladoria Geral da República no país andino que possui três relógios de luxo da marca Rolex.

A situação ainda levou o Congresso do país a apresentar um segundo pedido de destituição de Boluarte do cargo.

“Dina Ercilia Boluarte Zegarra é incriminada em sua condição de ministra do Desenvolvimento e Inclusão Social e, depois, como presidente da República por ter omitido em sua declaração juramentada de renda e bens correspondente aos anos de 2021–2023 os três relógios da marca Rolex, avaliados […] aproximadamente em US$ 32 mil [R$ 161 mil]”, indica o relatório.

O documento judicial é feito pelo Supremo Tribunal de Investigação Preparatória de Lima, com base em informações fornecidas pelo Ministério Público, que investiga um suposto enriquecimento ilícito e falsidade na declaração de bens por parte da presidente, que enfrenta um turbulento mandato.

Em 2021 e 2022, Boluarte atuava como ministra do Desenvolvimento e Inclusão Social, ao mesmo tempo que ocupava o cargo de vice-presidente da República, do qual foi eleita no pleito de 2021 na chapa do ex-presidente Pedro Castillo, que sofreu impeachment em 2022.

Em dezembro de 2022, Castillo tentou dar um golpe de Estado e foi destituído pelo Congresso, quando o cargo passou a ser ocupado pela então vice-presidente Boluarte.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas