Especialista da ONU diz que Israel cometeu atos de genocídio

Israel carro de combate guerra Misto Brasília
Carro de combate israelense avança na Faixa de Gaza/Arquivo/Repropdução vídeo

Relatório aponta que há indícios claros de que Israel violou três dos cinco atos listados na Convenção de Genocídio da ONU. Israel rejeitou o documento

Por Misto Brasil – DF

Uma especialista em direitos humanos da ONU disse nesta segunda-feira (25) haver “motivos razoáveis” para determinar que Israel cometeu vários atos de “genocídio” em sua guerra em Gaza, alertando também sobre a “limpeza étnica”.

Francesca Albanese, relatora especial da ONU sobre a situação dos direitos humanos nos territórios palestinos, disse que há indícios claros de que Israel violou três dos cinco atos listados na Convenção de Genocídio da ONU.

“A natureza e a escala esmagadoras do ataque de Israel a Gaza e as condições destrutivas de vida que ele infligiu revelam uma intenção de destruir fisicamente os palestinos como um grupo”, disse ela em um relatório, que foi imediatamente rejeitado por Israel como uma “inversão obscena da realidade”.

Albanese, especialista independente nomeada pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU, mas que não fala em nome das Nações Unidas, disse ter encontrado “motivos razoáveis para acreditar que o limite que indica a prática de (…) atos de genocídio contra os palestinos em Gaza foi atingido”.

O relatório, intitulado “Anatomia de um Genocídio”, listou esses atos como: “matar membros do grupo; causar sérios danos corporais ou mentais aos membros do grupo; e infligir deliberadamente ao grupo condições de vida calculadas para provocar sua destruição física total ou parcial”.

A missão diplomática de Israel em Genebra disse que o país “rejeita totalmente o relatório”, descrevendo-o como “simplesmente uma extensão de uma campanha que busca minar o próprio estabelecimento do Estado judeu”.

“A guerra de Israel é contra o Hamas, não contra os civis palestinos”, disse em um comunicado, criticando as “acusações ultrajantes” de Albanese.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas