Justiça federal arquiva processo contra ex-presidente da Vale

Fabio Schvartsman ex-presidente da Vale Misto Brasil
Fabio Schvartsman foi presidente da Vale na época do vazamento de barragem/Arquivo/Agência Senado

A alegação é que não foram apresentadas provas do indício de participação de Fábio Schvartsman no rompimento da barragem do Córrego do Feijão

Por Misto Brasil – DF

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 6ª Região, sediado em Belo Horizonte, determinou nesta quarta-feira (13) a suspensão (arquiva) do processo aberto contra o ex-presidente da mineradora Vale, Fabio Schvartsman.

O caso envolve o rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, em 2019.

A Segunda Turma do tribunal entendeu que o Ministério Público não apresentou indícios de autoria para justiticar a continuidade do processo criminal contra o ex-presidente. Para os desembargadores, não há provas do envolvimento de Schvartsman no rompimento da barragem.

Os processos contra mais 15 acusados vão continuar em tramitação. Eles são acusados de homicídio qualificado e crimes ambientais.

O rompimento da barragem ocorreu em janeiro de 2019. Mais de 270 mortos foram retirados dos rejeitos pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, lembra a Agência Brasil.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas