Ex-presidente de Honduras poderá pegar prisão perpétua nos EUA

Honduras ex-presidente Juan Orlando Fernández Misto Brasília
Fernández deixou a presidência de Honduras e foi extraditado/Arquivo/Divulgação

Juan Orlando Hernández foi condenado por conspirar para importar cocaína. Ele foi extraditado para os Estados Unidos

Por Misto Brasil – DF

Juan Orlando Hernández, ex-presidente de Honduras, foi considerado culpado de acusações de tráfico de drogas em um tribunal federal dos EUA.

Hernández foi condenado na sexta-feira (08) por conspirar para importar cocaína para os EUA e possuir “dispositivos destrutivos”, incluindo metralhadoras.

Os promotores disseram que o ex-presidente governava Honduras como um “narcoestado”, protegendo e aceitando subornos de traficantes de drogas.

Hernández agora pode pegar prisão perpétua. O ex-presidente, de 55 anos, negou qualquer irregularidade e se declarou inocente no caso.

Ele foi condenado por um júri em um tribunal federal de Manhattan após cerca de dois dias de deliberações.

Hernández foi presidente de Honduras de 2014 a 2022, servindo por dois mandatos consecutivos.

Ele inicialmente concorreu como um candidato da lei e da ordem que prometeu abordar a questão do crime relacionado às drogas no país.

Em vez disso, os promotores o acusaram de fazer parceria com “alguns dos traficantes de drogas mais prolíficos do mundo para construir um império corrupto e brutalmente violento baseado no tráfico ilegal de toneladas de cocaína para os Estados Unidos”.

Três meses depois de deixar o cargo, foi extraditado para Nova Iorque e preso em abril de 2022 para enfrentar acusações federais nos EUA.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas