Consumo em supermercados tem crescimento e nos restaurantes tem queda

Restaurante comida Misto Brasília
O grupo de alimentação continua pesando no bolso do consumidor/Arquivo

Quando o assunto é alimentação fora de casa os restaurantes tiveram queda de 0,6% no número de transações efetivadas

Por Misto Brasil – DF

O consumo em supermercados registrou crescimento de 10,2% em transações por vale-alimentação, acompanhado por uma alta expressiva de 13,8%, no valor transacionado.

Observando os resultados acumulados nos últimos 12 meses, os supermercados registraram aumento no volume de vendas de 9,2%.

Considerando o uso do vale-alimentação no faturamento desses estabelecimentos, a a expansão chegou a 15,9%, impulsionada em certa medida pelo aumento de 6,2% no valor médio por transação. Destaque para as regiões Sul (+13,0%) e Nordeste (+10,9%).

Segundo levantamento da Alelo em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), entre dezembro e janeiro, o Índice de Consumo em Supermercados (ICS) registrou queda de 2,2% no número de transações.

Foi acompanhada por uma retração de 2,6% no valor das vendas efetivadas nos estabelecimentos. Para o IBGE, essa queda é responsável pela alta dos alimentos (1,8%).

Quando o assunto é alimentação fora de casa, analisando o mesmo período (janeiro 2022 e 2024), os restaurantes tiveram queda de 0,6% no número de transações efetivadas, em paralelo a um incremento importante de 5,8% no valor das vendas desses estabelecimentos. Apesar dos desafios, o valor médio por transação cresceu (+6,4%).

Segundo o IPCA/IBGE, os itens de alimentação fora de domicílio (que incluem refeições fora de casa) apresentaram uma inflação de 0,3% em janeiro/2024. Nos últimos 12 meses, os preços subiram 5,0%.

Em 2023, os restaurantes apresentaram queda de 2,4% no número de transações efetivadas por vale-refeição, contrastando com o aumento de 3,6% no valor transacionado (faturamento), impulsionado pela alta de 6,1% no valor médio por transação.

Observando o comportamento de consumo regionalmente, houve a expansão de consumo nos estados da região Sul (+10,4%), Sudeste (+3,8%) e Centro-Oeste (+3,6%), contrastando com Norte (-2,9%) e Nordeste (-1,9%).

O Índice de Consumo em Restaurantes (ICR) registrou a retração de 1,0% no número de transações efetivadas em janeiro de 2024. Contudo, o consumo, medido em termos de valor transacionado, cresceu discretamente no período (+0,6%), por conta do aumento de 1,6% no valor médio por transação no período.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas