Ibaneis diz que há estudos para retirada dos cobradores dos ônibus

Transporte público cobrador de ônibus DF Misto Brasil
O sistema de transporte público do DF emprega 5,2 mil cobradores/Arquivo/Mobilidade Brasil

O governador afirmou que a eliminação desses trabalhadores reduz em 20% os custos do transporte público do DF

Por Misto Brasil – DF

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse que está em estudos – na Secretaria de Transportes e Mobilididade (Semob) -, para acabar com os cobradores dos ônibus urbanos do Distrito Federal.

Ele fez esse comentário durante o seu discurso na abertura dos trabalhos legislativos de 2024, que aconteceu ontem à tarde na Câmara Legislativa. Ele disse que o governo distrital subsidia o transporte público em “mais de R$ 2 bilhões” por ano.

“Aí dá para ver o tamanho do problema”, apontou para os deputados distritais. E um dos planos para reduzir esse valor, seria demitir 5.200 cobradores que hoje trabalham nas seis empresas concessionárias  de ônibus – TCB, Urbi, Pioneira, Piracicabana, Marechal e São José.

A maior parte de quase 3 mil ônibus pertence a três grandes grupos empresariais, que são o Grupo Amaral, Viplan e Viação Planeta. Juntos, possuem 68,6% dos coletivos.

A eliminação desses trabalhadores, segundo o governador, implicaria numa redução de 20% dos gastos. “É um estudo”, reforçou e disse que “esse pessoal seria remanejado” dentro das próprias empresas e em outros ramos da atividade econômica.

No Sindicato dos Rodoviários, o assunto é pouco conhecido. Segundo foi informado não há comprovação, em estudos, que a retirada dos cobradores implicaria no percentual de reduçào dos custos comentado pelo governador.

 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas