Câmara argentina aprovou delegação legislativa a Javier Milei

Argentina eleitora de Milei Misto Brasil
Eleitora de Milei com cartaz na frente da Casa Rosada/Arquivo/Reorodução/X

Agora, os deputados terão de votar cada um dos cerca de 380 artigos da proposta, a partir da próxima terça-feira

Por Misto Brasil – DF

A Câmara dos Deputados da Argentina aprovou na tarde desta sexta-feira (2), por 144 votos a favor e 109 contra, o projeto de “Lei Omnibus” que delega poderes legislativos ao presidente, Javier Milei e que estabelece a privatização de inúmeras empresas públicas.

Agora, os deputados terão de votar cada um dos cerca de 380 artigos da proposta, a partir da próxima terça-feira (5), e o texto então seguirá para o Senado.

A Lei de Bases e Pontos de Partida para a Liberdade dos Argentinos tinha originalmente 664 artigos, com diversas propostas de reformas para garantir “superpoderes” ao presidente Javier Milei, pelo menos até dezembro de 2025.

Na prática, ele teria autonomia para governar por decreto, autorizar a venda de empresas estatais, contrair dívida externa sem aval parlamentar entre outros poderes. Após várias negociações, o número de artigos caiu quase pela metade.

Mais cedo uma nova manifestação contra o pacote lotou as ruas em frente ao Congresso do país, em Buenos Aires, no terceiro dia de protestos, em que houve repressão policial e dezenas pessoas ficaram feridas, por balas de borracha, golpes ou gás lacrimogêneo, dentre elas 35 jornalistas, informou a Sputnik.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas