Mulheres do Centro-Oeste são maioria na preferência sobre suplementos

Consumo mercado inflação Misto Brasília
Grupo alimentação voltou a pesar no índice inflacionário/Arquivo

Os especialistas da área da saúde enfatizam que o uso de suplementação precisa ser feito com acompanhamento

Por Mari Eduarda – DF

A pesquisa divulgada pela Famivita sobre o uso de suplemento alimentar, revela que 61% dos participantes da região Centro-Oeste apontaram que preferem ingerir suplementos a modificar seus hábitos alimentares, para conquistar um objetivo de saúde.

O estudo revelou que 63% das pessoas que responderam isso são as mulheres, contra 52% dos homens. E outro dado captado foi 52% das mulheres grávidas afirmaram que estão fazendo suplementação alimentar.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad), entre setembro de 2020 e dezembro de 2022, o consumo de suplementos vitamínicos no Brasil cresceu 23,2%.

Os especialistas da área da saúde enfatizam que o uso de suplementação precisa ser feito com acompanhamento profissional para que a utilização seja feita com segurança e eficácia.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas