Falta munição para os soldados ucranianos para enfrentar os russos

Ucrânia guerra tanque atirador Misto Brasília
Atirador de um carro de combate ucraniano/Arquivo/Volodomir Zelensky

Situação nas tropas russas seria outra, com aumento na produção e fornecimento de artigos militares

Por Misto Brasil – DF

A produção de armas para as Forças Armadas russas aumentou significativamente, de acordo com o vice-primeiro-ministro e chefe do Ministério da Indústria e Comércio da Rússia, Denis Manturov.

“No que diz respeito à indústria de defesa [russa], para diversos itens, observamos um aumento de dez a 12 vezes na produção e nos volumes de fornecimento. Infelizmente, não posso divulgar detalhes específicos sobre fornecimento e financiamento, mas fiquem tranquilos, os números são substanciais”, afirmou à Sputnik.

Além disso, o volume de pedidos estatais de defesa para 2023 dobrou em relação ao ano anterior, revelou o oficial russo durante a entrevista.
Em contraste, o Exército ucraniano enfrenta escassez crescente de armas e munições.

Conforme publicou o Washington Post, recentemente, algumas unidades ucranianas estão sendo forçadas a cancelar assaltos planejados devido à falta de projéteis de artilharia na linha de frente.

Um militar da 128ª Brigada de Assalto de Montanha disse ao jornal que seus artilheiros “recebem um limite de projéteis para cada alvo“.
A brigada está atualmente lutando na região sudeste de Zaporozhie.

Embora as tropas ucranianas sejam consideradas “motivadas”, os soldados admitem que “não se pode vencer uma guerra apenas com motivação”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas