Bilionário Bill Gates elogia o SUS e o Bolsa Família

Bill Gates bilionário Microsoft Misto Brasil
Bill Gates é dono da multinacional Microsoft e um dos pioneiros da internet/Arquivo/CanalTech

O dono da Microsoft fez um artigo no seu blog e comentou vários aspectos dos programas brasileiros, especialmente o SUS

Por Misto Brasil – DF

O dono da Microsoft, o bilionário Bill Gates, teceu vários elogios ao Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil em artigo divulgado nesta terça-feira (12) em seu blog pessoal.

Gates destacou que o Brasil tem muito a ensinar, registrou a Agência Sputnik.

“Com a combinação certa de investimento e inovação, o Brasil deu grandes passos para se tornar um lugar mais saudável para sua população. Se o país continuar nesse caminho e continuar fazendo o que já fez bem, e se outros países seguirem — ou simplesmente traçarem seus próprios caminhos com o Brasil em mente — teremos um mundo mais saudável também”, opinou.

Segundo ele, o SUS, criado pela Constituição de 1988 para assegurar acesso integral, universal e gratuito à população, “não precisa ser perfeito” para provar que quando um “país investe estrategicamente no cuidado de seus mais vulneráveis os retornos são frequentemente abrangentes e transformadores”.

No texto intitulado “Lições de salvamento de vidas do Brasil”, a redução das mortes por doenças não transmissíveis e causas maternas, neonatais e nutricionais e o aumento da esperança de vida, nas décadas seguintes à implementação do SUS, foram citados como exemplos do êxito do sistema.

“Em cerca de três décadas, o Brasil reduziu a mortalidade materna em quase 60%, reduziu a mortalidade infantil de menores de 5 anos em 75% – ultrapassando em muito as tendências globais – e aumentou a esperança de vida em quase uma década. Nenhuma dessas conquistas foi acidental. São resultado de investimentos de longo prazo que o Brasil fez no seu sistema de saúde primário, com os quais outros países podem aprender e imitar”.

Ele citou o programa de agentes comunitários de saúde, com profissionais que, frisou, desempenham papel crucial em áreas remotas.

“Hoje, o Brasil possui mais de 286 mil ACSs (Agentes Comunitários de Saúde) que atendem quase dois terços da população, quase 160 milhões de pessoas. Cada um visita cerca de 100 a 150 domicílios por mês, oferecendo orientações sobre saúde e higiene, advogando por cuidados preventivos, acompanhando após consultas médicas, coletando dados socioeconômicos e ajudando as pessoas a acessarem outros serviços governamentais”.

O bilionário também elogiou o programa Bolsa Família e seu impacto na redução da pobreza no Brasil, ao esclarecer que aprendeu sobre essas iniciativas por meio da parceria da Fundação Gates, entidade filantrópica criada e gerida por ele, com o Ministério da Saúde brasileiro.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas