Venda de carne de aves cresceu 11% e a de bovino, 14%

Carne suína gôndola Carrefour
A carne suína teve o pior desempenho no trimestre/Arquivo/Divulgação

O movimento acontece em consequência da forte queda nos preços dessas proteinas no terceiro trimestre

Por Misto Brasil – DF

O volume de venda de carnes bovinas cresceu 14% e da carne de aves, 11% no terceiro trimestre de 2023 no país. O movimento acontece em consequência da forte queda nos preços que chegaram a -10% e -16% no 3º trimestre de 2023.

Outra proteína que merece destaque positivo neste ano foi o ovo, que começou o ano com queda de -12% no primeiro trimestre e atingiu um aumento de 17% no 3º trimestre do ano.

Os peixes e suínos tiveram queda no volume de vendas de -11% e -13% no 3º trimestre em comparação ao ano anterior. Peixes, proteína com maior preço médio por kg, de  R$ 45,85, foi a que registrou o maior aumento de preços no período, de 11%.

A carne bovina, segunda proteína mais cara, com preço médio por kg de R$29,55, foi a que apresentou maior crescimento ao longo do ano.

O levantamento foi feito pela Scanntech em 40 mil pontos de venda (PDVs) dos supermercados e atacarejos. A empresa trabalha com inteligência de dados para o varejo.

A diretora de marketing da empresa, Priscila Ariani, observou que houve uma forte alta no consumo de carne bovina. “O aumento do rendimento médio da população aliado à queda de preços da proteína observada desde o início do ano, exercem forte contribuição para este desempenho positivo”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas