Exonerados senadores nos cargos de ministros para garantir indicação de Flávio Dino

Governador Maranhão Flávio Dino PCdoB
Flávio Dino é o ministro da Justiça e Segurança Pública/Arquivo/Divulgação

O ministro da Justiça e Segurança Pública será sabatinado nesta quarta-feira (13) na Comissão de Justiça e Constituição

Por Misto Brasil – DF

Foi publicado no início da noite de hoje (11), em edição extra do Diário Oficial da União, a exoneração de quatro ministros que estão licenciados do Senado Federal. A exoneração temporária tem a função de reforçar as votações do governo no Senado Federal.

E, especialmente, montar uma força-tarefa para aprovação do nome do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, para o Supremo Tribunal Federal. O senador que também está licenciado, não foi exonerado no decreto do presidente Lula da Silva (PT).

Flávio Dino será sabatinado nesta quarta-feira (13) na Comissão de Justiça e Constituição. Caso seja aprovado na CCJ, o nome dele segue para o plenário do Senado, onde deverá ter no mínimo 41 votos favoráveis. No mesmo dia, será sabatinado o procurador Paulo Gonet, indicado para o cargo de procurador-geral da República.

De acordo com o jornalistas Tales Farias, colunista do Uol, o Palácio do Planalto ainda deve analisar se os ministros permanecerão no Senado para impulsionar a aprovação de projetos econômicos prioritários para o governo neste final de ano.

Eleitos senadores, mas empossados no primeiro escalão do governo, deixarão temporariamente seus cargos no Executivo os ministros da Educação, Camilo Santana (PT-CE); da Agricultura, Carlos Fávaro (PSD-MT); dos Transportes, Renan Filho (MDB-AL); e da Assistência Social, Wellington Dias (PT-PI).

 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas