Israel faz acordo com o Hamas para cessar-fogo e liberdade de reféns

Israel soldada combate Hamas Misto Brasil
O exército israelense tem soldadas combatentes que estão na guerra contra o Hamas/Arquivo/FDF

Haverá troca de 150 mulheres e crianças palestinas mantidas em prisões israelenses e uma pausa nos combates

Por Misto Brasil – DF

O gabinete de Israel votou pela aprovação de um acordo de reféns com o Hamas, após mais de seis semanas de intensos combates em Gaza. Veja a declaração de Israel sobre o acordo logo abaixo. Última atualização às 23h10

Um alto funcionário israelense disse anteriormente à BBC que o acordo proposto poderia levar o Hamas a libertar 50 reféns em troca de 150 mulheres e crianças palestinas mantidas em prisões israelenses e uma pausa de quatro dias nos combates.

Antes da reunião, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que o esforço de guerra continuaria mesmo se um acordo de reféns fosse alcançado – e agradeceu ao presidente dos EUA, Joe Biden, por melhorar o acordo proposto.

O próprio Biden comentou anteriormente que um acordo estava “muito próximo”.

Segundo o jornal israelense Haaretz., um alto funcionário israelense afirmou que o acordo permitirá ao Hamas libertar 30 crianças e oito mães, além de mais 12 mulheres, durante um período de cessar-fogo de cinco dias.
O relatório indica que todos os ramos dos serviços de segurança israelenses apoiaram o acordo, que se aplica apenas a cidadãos israelenses. No entanto, o Hamas pode libertar cidadãos estrangeiros conforme acordos com outras nações.

Declaração do governo de Israel sobre o acordo

O governo de Israel é obrigado a devolver para casa todos os reféns.

Esta noite, o governo aprovou o esboço da primeira fase para atingir este objetivo, segundo a qual pelo menos 50 reféns – mulheres e crianças – serão libertados durante quatro dias, durante os quais será feita uma pausa nos combates.

A libertação de cada 10 reféns adicionais resultará em mais um dia de pausa.

O governo de Israel, as FDI [militares israelenses] e os serviços de segurança continuarão a guerra a fim de devolver para casa todos os reféns, completar a eliminação do Hamas e garantir que não haverá nenhuma nova ameaça ao Estado de Israel vinda de Gaza.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas