Zanin sugere penas de 11 a 15 anos para novo grupo de réus de 8 de janeiro

Advogado Cristiano Zanin Misto Brasília
Cristiano Zanin advogou para Lula da Silva e agora é ministro do STF/Arquivo/Agência Brasil

Os ministros do STF já condenaram 20 réus pela depredação da sede do STF, do Congresso e do Palácio do Planalto

Por André Richter – DF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Cristiano Zanin proferiu nesta sexta-feira (3) voto pela condenação de mais seis réus pela participação dos atos golpistas de 8 de janeiro.

Com o voto do ministro, o placar a favor da condenação do grupo é de dois votos a zero. Zanin sugeriu penas entre 11 ano e 15 anos de prisão para os réus. A definição das penas de cada acusado será definida ao final do julgamento virtual, previsto para 7 de novembro.

São julgados os réus Fabricio de Moura Gomes, Eduardo Zeferino Englert, Moises dos Anjos, Jorginho Cardoso de Azevedo, Rosana Maciel Gomes e Osmar Hilbrand. Todos foram presos pela Polícia Militar dentro do Palácio do Planalto durante os atos de depredação.

Se a condenação for confirmada, os acusados também deverão pagar R$ 30 milhões solidariamente com todos os investigados pela depredação do patrimônio público.

As penas envolvem os crimes de associação criminosa armada, abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado e dano qualificado.

Os ministros do STF já condenaram 20 réus pela depredação da sede do STF, do Congresso e do Palácio do Planalto.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas