Líder do grupo radical xiita Hisbolá ameaça Israel com “declaração de guerra”

Faixa de Gaza ataque de Israel cratera Misto Brasília
Cratera gigantesca após ataque de Israel na Faixa de Gaza/Arquivo/Reprodução vídeo

Hassan Nasrallah afirmou que uma possível escalada dos confrontos dependerá do que acontecer na Faixa de Gaza

Por Misto Brasil – DF

O líder do grupo radical xiita Hisbolá, baseado no Líbano, se pronunciou publicamente nesta sexta-feira (03) pela primeira vez desde o início dos conflitos entre Israel e o Hamas, na Faixa de Gaza.

Em um longo discurso, Hassan Nasrallah afirmou que uma possível escalada dos confrontos com Israel dependerá do que acontecer na Faixa de Gaza e de como este país vai agir na fronteira com o Líbano.

Leia – maioria dos judeus em Israel é a favor da operações terrestres

Entre as expectativas desse discurso, que foi acompanhado no Líbano com grande interesse, estava uma possível “declaração de guerra” ou o anúncio de uma extensão das hostilidades, passo que o clérigo aparentemente evitou.

“Todos nós devemos estar prontos para todas as possibilidades. Com toda a transparência, clareza e ambiguidade, todas as opções na frente libanesa estão abertas, e podemos recorrer a elas a qualquer momento”, disse Nasrallah.

“Nosso grupo já entrou em combate contra Israel em 8 de outubro. O que está acontecendo na frente libanesa é muito importante para a luta em Gaza, mesmo que alguém possa dizer que o que está acontecendo é modesto”, acrescentou.

Nasrallah disse que as operações têm aumentado “dia a dia”, mesmo quando o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, alertou o Hisbolá contra testar Israel, caso contrário “eles pagariam caro”.

Ele deixou claro que a intenção do Hisbolá era “prender” as tropas israelenses que poderiam ser enviadas para Gaza, alertando que uma nova escalada no norte era uma “possibilidade realista”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas