Ministro disse que resgate de soldada provou aposta na estratégia de Israel

Soldada Israel resgate Hamas Misto Brasil
Soldada que foi resgatada pelas forças israelenses/Arquivo/Divulgação/Israel

Ori Megidish está em boas condições de saúde e foi recebida ela família. Ela foi sequestrada pelo Hamas no dia 7 de outubro

Uma soldada das Forças de Defesa de Israel (IDF) raptada pelo grupo radical islâmico Hamas em 7 de outubro foi libertada neste domingo (30), no quarto dia da operação terrestre na Faixa de Gaza.

Ori Megidish – resgatar primeira numa ação das forças israelenses e a quinta a regressar à família dentre mais de 200 pessoas sequestradas pelo Hamas – está em boas condições de saúde, anunciou o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu.

O Ministro da Defesa, Yoav Gallant, disse que o resgate provou que a aposta do governo israelense em uma ação pela terra em Gaza está surtindo efeito.

O enclave está sob intenso bombardeio desde que Israel declarou guerra ao Hamas e impôs um rígido cerco ao território palestino controlado pelo grupo em ocorrência ao pior massacre da história judaica desde o Holocausto.

Considerado um grupo terrorista pelos Estados Unidos, pela União Europeia e por diversos países do Ocidente, o Hamas invadiu o território israelense em 7 de outubro e promoveu uma série de ataques, matando cerca de 1.400 pessoas – a maioria civis. Outras 40 pessoas são dadas como desaparecidas.

Na semana passada, tanques e blindados israelenses adentraram a Faixa de Gaza – primeiro em duas incursões rápidas, e depois na terceira, que segue desde a noite de sexta-feira e foi definida por Netanyahu como uma “segunda fase” de uma “guerra de independência” .

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas