Médico chama a atenção dos homens para o câncer de próstata

Médico Rodrigo Braz DF Misto Brasil
Médico Rodrigo Braz é especialista em câncer da próstata/Divulgação

Rodrigo Braz comentou que o simples exame de toque retal da próstata pode detectar até 20 % dos casos de câncer

Por Misto Brasil – DF

O crescimento do câncer de próstata é decorrente de uma série de fatores vinculados ao envelhecimento da população e a melhoria da sensibilidade das técnicas diagnósticas. A observação é do médico especialista do Hospital Urológico de Brasília, Rodrigo Braz.

Rodrigo Braz comentou que o simples exame de toque retal da próstata pode detectar até 20 % dos casos de câncer. O Novembro Azul alerta para os cuidados com a doença.

“A disseminação do teste de medição dos níveis de PSA total e do toque retal, a melhora da acessibilidade ao médico, campanhas nacionais de orientação e conscientização – mesmo em homens assintomáticos – possibilitaram um aumento nos casos de diagnóstico, o que eleva o número de casos”.

Órgão reprodutor masculino próstata Misto Brasil
A próstata é o órgão responsável pela produção do líquido branco da ejaculação/Reprodução/Urologia

Os hábitos da população são fatores que colaboram diretamente para a incidência do câncer de próstata. Rodrigo Braz alerta que é fundamental a melhora no estilo de vida dos homens.

“A diminuição na ingestão de bebidas alcoólicas,  do consumo de industrializados, carne vermelha e gordura animal, além de não fumar e realizar atividade física regularmente, minimizam bastante os riscos do surgimento do câncer de próstata”.

A visita ao urologista é fundamental para que sejam realizados os exames de rotina. O rastreio diagnóstico do câncer de próstata deve ser iniciado aos 40 anos para homens que fazem parte do grupo de risco – homens com histórico familiar de câncer de próstata, obesos e afrodescendentes.

Os exames englobam a realização de uma boa história clínica, identificando os fatores de risco, a dosagem laboratorial do PSA (antígeno prostático específico) e a realização do toque retal.

No último triênio, os índices apontavam para 65.840 casos da doença. Segundo o Instituto Oswaldo Cruz, para cada ano deste triênio 2023-2025, são esperados 72 mil casos novos desse câncer no Brasil.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas