Senadora diz que explosão no Metrô-DF foi negligência

Metrô DF trem Misto Brasil
Trem do metrô do Distrito Federal em movimento/Arquivo/Divulgação

O incidente aconteceu na noite passada, provocando correria dos passageiros. Sistema voltou ao normal hoje.

Por Misto Brasil – DF

Os trens do metrô voltaram a funcionar normalmente na manhã deste sábado (28), após uma explosão no sistema elétrico da estaçào central na noite passada.

No início da manhã, o Metrô-DF confirmou pelas redes sociais que a “Estação Central com funcionamento normalizado. Trens circulam normalmente e todas as estações estão abertas”.

Na sexta-feira (27) à noite, a companhia publicou que em função de problemas na rede elétrica, a operação dos trens está sendo realizada somente a partir da Estação Galeria.

“Trens circulam com velocidade reduzida entre as estações Galeria e 110 Sul. Nos ramais Ceilândia e Samambaia, operação está normal”.

O incidente provocou ferimentos em duas pessoas. A senadora Leila Barros (PDT-DF) disse que foi negligência. Veja declaração logo abaixo.

Houve correria dos usuários que se deslocavam para as regiões administrativas atendidas pelo sistema.

A explosão, segundo a própria companhia do Distrito Federal, aconteceu por volta das 19h30. Houve houve um curto-circuito em um equipamento de transmissão de energia da via na Estação Central.

O Corpo de Bombeiros foi chamado, mas não ocorreu um incêndio.

A nota do Metrô-DF garante que “os ferimentos não decorreram da explosão. As pessoas se assustaram e correram. Uma das vítimas que foi encaminhada ao hospital caiu na escada”.

A senadora Leila Barros criticou nesta manhã a manutenção do sistema metroviário da capital.

É um reflexo da negligência do GDF com o sistema de transporte público. A falta de manutenção, atenção e cuidado é evidente. Vidas estão em risco. É urgente que o governo reveja suas prioridades”.

O ex-deputado distrital Leandro Grass, e atual presidente do Ipham, também comentou o assunto. “Há tempos, a explosão das empresas públicas para vendê-las e favorecer os amigos é proposital. Precariza e privatiza. Receita conhecida”.

Silene Seagal observou no “X” (antigo Twitter):  “Imagina se isso acontece em horário de pico, com o tanto de gente que tem nessa estação? a correria pra subir as escadas (já que as rolantes nunca funcionam) o risco de acidente não só pela explosão, mas pela evacuação do local”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas