Metrô-DF se defende das acusações da falta de manutenção do sistema

Metrô DF locomotiva Misto Brasília
Novas formas de pagamento das tarifas começam a funcionar no Metrô/Arquivo

Oposição ao Palácio do Buriti e o Sindicato dos Metroviários apontam falta de recursos e que os problemas já foram apontados

Por Misto Brasil – DF

O curto cicuito na Estação Central do Metrô do Distrito Federal na sexta-feira (27) à noite, ampliou as críticas contra a administração da companhia, com reflexos no Palácio do Buriti, sede do governo distrital. O Metrô-DF garante que tem feito investimentos para a manutenção do sistema.

Em nota distribuída neste sábado (28) à noite, a companhia estatal garante que neste ano “foram disponibilizados até o momento, mais de R$ 196 milhões para o custear a manutenção da companhia“. Veja a nota logo abaixo.

O Sindicato dos Metroviários também entoru na onda de críticas, puxada pelos adversários do governador Ibaneis Rocha (MDB).

Também em nota, afirma que a manutenção é precária e que é feita por uma empresa terceirizada, a MPE que já foi fiscalizada e condenada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Veja logo abaixo também a manifestaçào do SindMetrô.

Na manhã de hoje, a senadora Leila Barros (PDT-DF), classificou o incidente de sexta-feira como resultado de negligência. O Metro-DF garante que a explosão no sistema eletrico foi um incidente “isolado”.

Metrô diz que não faltou recursos para manutenção

O Metrô-DF informa que não faltam recursos para manutenção do sistema. Todos os contratos de manutenção estão ativos e com disponibilidade de orçamento. O Metrô-DF esclarece ainda que o orçamento geral destinado à companhia no período de janeiro de 2019 até o momento, já somam os valores superiores a 2,9 bilhões de reais

Em relação ao orçamento para o custeio da manutenção da companhia, o Governo do Distrito Federal disponibilizou para o Metrô-DF o seguinte volume de recursos ao longo dos anos; 2019 – R$ 175,9 milhões; 2020 – R$ 180,4 milhões; 2021 – R$ 183,9 milhões; 2022 – R$ 204,5 milhões

O exercício de 2023 ainda está em curso, e já foram disponibilizados até o momento, mais de R$ 196 milhões para o custear a manutenção da companhia, o que totaliza um montante de R$ 941 milhões de 2019 até a presente data, demonstrando o total comprometimento da companhia em garantir recursos suficientes para a adequada manutenção do sistema.

O METRÔ-DF informa que o incidente ocorrido na noite da última sexta-feira, foi um evento isolado e que a companhia já tomou medidas para investigar as causas e eventuais responsabilidades. A companhia lamenta os transtornos causados aos nossos usuários e informa que o sistema opera normalmente. A fonte dos dados é o SIGGO

SindMetro aponta falta de atenção com o projeto original

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas