Portugal recebeu quase 121 mil imigrantes, a maioria brasileiros

Portugal Lisboa vista geral da capital portuguesa Misto Brasil
Vista geral de Lisboa, capital de Portugal/Arquivo/Divulgação

Relatório divulgado pela OCDE constatou que um em cada dez residentes no país europeu nasceu em outro lugar

Por Misto Brasil – DF

Uma em cada dez pessoas que residiam em Portugal em 2022 nasceu no exterior, afirma o relatório Perspectivas da Migração Internacional (International Migration Outlook 2023)

O documento foi divulgado nesta segunda-feira (23) pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgou a agência DW.

As nacionalidades mais representadas são a brasileira, que constituía um quarto do total de cerca de 1,1 milhão de imigrantes no país, e a angolana, que representava uma fatia de 14%.

O número de 2022 representa uma alta na fatia de imigrantes de 24% em relação a 2012, segundo a OCDE. No total, os imigrantes em Portugal constituíam 10,7% de toda a população residente no ano de 2022.

Em 2022, Portugal recebeu quase 121 mil imigrantes, o número mais elevado dos últimos nove anos, segundo o relatório.

Os analistas da OCDE afirmam que, em 2021, Portugal havia recebido 94 mil imigrantes de longa duração ou estada permanente, embora acrescentem que esse número inclui mudanças de estatuto, pelo que abrange algumas das pessoas que já viviam no país.

Entre os que chegaram em 2021, o Brasil foi a nação mais representada, seguido pela Índia e pela Bélgica.

Esses números se referem à migração permanente, ficando de fora situações de acolhimento por razões humanitárias, como a que aconteceu na sequência da guerra na Ucrânia.

O fenômeno é mundial, e a OCDE constata que o número de novos imigrantes de tipo permanente nos países da organização atingiu um máximo histórico de 6,1 milhões em 2022.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas