Câmara deve manter texto que garante o Fundo Constitucional

Deputado José Guimarães Misto Brasília
Deputado José Guimarães durante entrevista para a Imprensa/Reprodução vídeo

Avaliação foi feita pelo líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães. Proposta deve ser votada na próxima semana

Por Misto Brasília – DF

O líder do governo na Câmara dos Deputados, deputado José Guimarães (PT-CE), disse hoje (28) que é provável que os deputados votem o texto do novo arcabouço da maneira que foi aprovado pelos senadores.

A proposta deve ser votada na próxima semana, após a votação do projeto que altera o Carf, que tranca as votações do plenário.

Mantendo esse princípio, está garantido o Fundo Constitucional do Distrito Federal, sem os cortes que anteriormente estavam previstos. Com o texto que foi aprovado pela Câmara, a capital federal perderia até R$ 85 bilhões nos próximos dez anos.

No Senado, foi aprovado a retirada do teto de gastos do novo arcabouço além do Fundo Constitucional, os valores destinados ao Fundeb.

Na entrevista que concedeu esta tarde, o líder do governo afirmou que haverá uma discussão, “mas que não será o fim do mundo”, em torno do IPCA, que é o índice que vai nortear os gastos governamentais. “Se for julho o governo vai perder um pouco”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas