Banco alemão prevê onda de inadimplência nos EUA e Europa

Dublin cidade Irlanda do Norte Misto Brasília
A cidade de Dublin, na Irlanda, é uma das cidades mais amistosas da Europa/Arquivo/Divulgação

Segundo o relatório da instituição, o pico da crise atingirá seu máximo no quarto trimestre de 2024

Por Misto Brasília – DF

Nos EUA e na Europa espera-se uma onda de inadimplências que atingirá o seu máximo no quarto trimestre de 2024, preveem economistas do Deutsche Bank no seu relatório, citado pelo Financial Times.



“Nossos indicadores de ciclo indicam que uma onda de inadimplências está iminente”, diz o relatório do banco alemão. Além disso, acrescenta-se que “a mais dura política do Fed [Reserva Federal dos EUA] e do BCE [Banco Central Europeu] em 15 anos está se deparando com uma elevada alavancagem das empresas, construída sobre grandes margens de lucro”.

O Deutsche Bank também prevê que nos EUA as taxas de incumprimento de obrigações de alto rendimento ascenderão a 9%, enquanto este índice nos empréstimos atingirá 11,3%, quase alcançando o recorde de 12% registrado durante a crise financeira global em 2007-2008.



A Europa estará melhor graças a um maior apoio fiscal: estes dois índices chegarão a 4,4% e 7,3% respetivamente.

O banco alemão considera que a Reserva Federal não ajudará a economia dos EUA, porque a próxima recessão nos EUA será mais parecida com a bolha da Internet (ou bolha das empresas ponto com) de 2000 do que com a crise de 2008, anotou a Agência Sputnik.


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas