Governo sugere reajuste da Polícia Civil em três parcelas

Reunião reajuste dos policiais civis DF Misto Brasília
Bancada do DF reunida com técnicos do governo federal para discutir reajuste dos policiais/Divulgação

O percentual de 18% seria dividido em três partes iguais em julho deste ano, janeiro de 2024 e janeiro de 2025

Por Misto Brasília – DF

A proposta apresentada hoje (01) à tarde para o reajuste salarial para os policiais civis do Distrito Federal foi uma ducha de água fria na categoria. Os técnicos do governo federal apresentaram uma planilha que divide os 18% solicitados em três parcelas de 6%.

Na próxima segunda-feira (05) foi convocada uma nova reunião, mas o esvaziamento é quase certo por parte da bancada de parlamentares do Distrito Federal.



A expectativa era que o governo federal já apresentasse o texto do projeto de lei complementar do Congresso Nacional (PLN) já formatado. Essa era pelo menos a proposta apresentada há mais de 30 dias durante uma reunião feita na Câmara dos Deputados.

O governo do Distrito Federal apresentou ao Palácio do Planalto a sugestão de pagamento imediato de 18%. O percentual tinha sido combinado previamente entre os líderes do Congresso Nacional com a bancada federal do Distrito Federal.



Pela nova proposta, a União daria 6% em julho desse ano, mais 6% em janeiro do ano que vem e o restante em janeiro de 2025. “É um absurdo”, disparou o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), que tem participado das negociações.

Estão alegando o indefensável, porque tem previsão orçamentária”, disse o parlamentar. O próprio ministro da Justiça e da Segurança, Flávio Dino, já tinha afirmado que a concessão do reajuste imediato “não seria um problema”, pois já estava garantido com os R$ 22 bilhões do Fundo Constitucional.



Os parlamentares se reuniram com os representantes da Secretaria Especial de Assuntos Parlamentares. José do Carmo Siqueira e Valmir Prascidelli. Na reunião também estava o líder do governo no Congresso Nacional, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Pelo Distrito Federal estavam no encontro, além de Izalci, a senadora Leila Barros (PDT-DF) e os deputados federais Rafael Prudente (MDB-DF), Erika Kokay (PT-DF), Júlio César Ribeiro (Republicanos-DF) e os deputados distritais Wellington Luiz (MDB), que preside a Câmara Legislativa, Dra Jane (Agir), Roosevelt Vilela (PL) e João Hermeto (MDB).


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas