Presidente do Banco Central aponta causas dos juros altos

Banco Central Roberto Campos Neto Senado Misto Brasília
Roberto Campos Neto durante audiência no Senado para falar sobre os juros/Arquivo/Agência Senado

Roberto Campos Neto esteve hoje no Senado para responder aos senadores sobre as críticas que tem recebido pelos juros altos

Por Misto Brasília – DF

O presidente Banco Central, Roberto Campos Neto, respondeu a perguntas dos senadores na Comissão de Assuntos Econômicos. O Misto Brasília transmitiu ao vivo a audiência pela homepage do site de notícias.



Na audiência, Roberto Campos Neto, aponta causas para os juros altos estão a “baixíssima taxa de recuperação de crédito pelos bancos” (alta inadimplência); “baixa taxa de poupança”; “dívida bruta acima da média”; “percepção de risco”; e “alta proporção de crédito direcionado” (em vez de crédito geral, a partir do mercado de capitais).

“Nunca na história desse país, nem na história do mundo, foi feito um movimento de aumento de juros tão grande no período eleitoral”, como em 2022, devido à previsão de crescimento da inflação.

“Mostrando que o Banco Central, mesmo no período eleitoral, entendeu que a inflação ia subir, entendeu antes de grande parte dos outros países, mas fez uma subida muito grande no ano eleitoral”.



Campos Neto avalia como está a inflação.

“A gente olha a inflação corrente, ou seja, como está a inflação hoje em dia, quais são as características da inflação corrente, ou seja, a gente olha a inflação, o que tem acontecido na inflação, qual é o aspecto qualitativo da inflação, qual é o tipo de inflação que a gente está vendo, o que dá para extrair da inflação corrente em termos de expectativa futura. A gente olha o hiato do produto, que é basicamente a capacidade de o país crescer sem gerar inflação. Então, eu tenho espaço para crescer sem gerar inflação? Eu não tenho espaço? Como é que funciona isso? E a gente olha as expectativas de inflação. Então, na parte de expectativas de inflação, o que a gente faz é tentar ver qual é a expectativa de inflação à frente, e a expectativa de inflação é muito importante no sistema de metas, porque as pessoas reajustam o preço baseadas nas expectativas. Então, a gente tem que ter certeza de que as expectativas de inflação estão dentro da meta, estão ancoradas”.


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas