Cordilheira dos Andes América Latina Misto Brasília

Pesquisadores identificaram centro ritual dos Incas na Bolívia

Foram encontrados 135 locais do dos Períodos Intermediário e Tardio no topo de uma colina na fronteira com o Chile

Um grupo de arqueólogos que realizava um estudo na região de Carangas, na Bolívia, descobriu um centro ritual, com restos de edifícios circulares, ligados aos cultos andinos de Wak’a (montanhas sagradas, colinas tutelares e ancestrais mumificados).

Em um estudo publicado na revista Antiquity, os pesquisadores identificaram 135 locais no topo da colina, associados a áreas de produção agrícola, com um número variável de paredes concêntricas em terraços.



Em cada local, a equipe encontrou grandes quantidades de fragmentos cerâmicos pré-hispânicos de estilos locais típicos dos Períodos Intermediário e Tardio (1250-1600 d.C.), juntamente com alguns estilos regionais ligados à expansão sul dos Incas.

A maioria dos fragmentos cerâmicos são tigelas, pratos e pequenos frascos, indicando seu uso em práticas comensais e rituais.\



As evidências sugerem que os locais foram usados como espaços cerimoniais conhecidos como wak’a, uma prática que surgiu durante o período intermediário tardio.

Isto corresponde a relatos de clérigos espanhóis e cronistas do período colonial de cerca de 1535-1800, como o do cronista Guaman Poma de Ayala.

Em Waskiri, perto do rio Lauca e da fronteira boliviano-chilena, o estudo descobriu uma grande construção circular medindo 140 metros de diâmetro.