Xi Jinping e Lula da Silva firmam 15 acordos comerciais

Lula da Silva e Xi Jinping China Misto Brasília
Lula da Silva é recepcionado pelo presidente chinês, Xi Jinping/Divulgação/PR

Os termos assinados entre os dois países envolvem a cooperação para o desenvolvimento de tecnologias e intercâmbios

Por Misto Brasília – DF

Nesta sexta-feira (14), os dois líderes firmaram 15 acordos comerciais, além dos acertados entre empresas brasileiras e chinesas. Neste momento, os presidentes Lula da Silva (PT) e Xi Jinping têm um jantar reservado com ministros. Os parlamentares que acompanham a comitiva presidencial não estão neste jantar.

Os dois se encontraram separadamente por um bom tempo, o que atrasou a programação oficial e o banquete gastronômico. Lula da Silva deixa hoje a China. O presidente brasileiro deve dar uma declaração sobre a viagem à imprensa daqui a pouco.



Os termos assinados entre os dois países envolvem a cooperação para o desenvolvimento de tecnologias, intercâmbio de conteúdos de comunicação e ampliação das relações comerciais.

Vale destacar que os dois países também firmaram acordos no setor espacial, incluindo um plano de cooperação entre os dois países, bem como o lançamento do sétimo satélite, fruto da parceria, até 2032.

Brasil e China ainda firmaram um memorando de entendimento relacionado à cooperação para o desenvolvimento social e rural, bem como ao combate à fome e à pobreza.

Pressupõe-se que após a assinatura dos acordos, Lula participe de um jantar e, posteriormente, siga para a Embaixada do Brasil em Pequim, onde fará uma declaração à imprensa, segundo a Agência Sputnik.



Durante sua visita à China, o presidente Lula reforçou o papel das relações comerciais entre os dois países e defendeu a atuação conjunta de países emergentes para reduzir desigualdades, bem como uma alternativa ao dólar para o comércio.

Anteriormente, o presidente brasileiro afirmou que ninguém vai proibir o Brasil de melhorar sua relação com a China.

“Ontem fizemos visita à Huawei, em uma demonstração que queremos dizer ao mundo que não temos preconceito em nossas relações com os chineses. Ninguém vai proibir que o Brasil aprimore sua relação com a China”, afirmou Lula.


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas