Astrônomos descobrem buraco negro de uma nova família

Espaço buraco negro Misto Brasília
O espaço está cheio de buracos negros, alguns pouco conhecidos/Reprodução vídeo

De acordo com os especialistas, o novo tipo de buraco negro é diferenciado pela grande distância de suas estrelas

Em novembro de 2022, o Telescópio Espacial Gaia encontrou o buraco negro mais próximo da Terra, o Gaia BH1. Agora, os astrônomos descobriram que este buraco negro pertence a uma nova família desses objetos massivos, que conta com dois membros. Veja uma animação logo abaixo.

O Gaia BH1 está localizado na constelação de Ophiuchus, a 1.560 anos-luz de distância, enquanto o Gaia BH2 está a 3.800 anos-luz de distância, na constelação de Centaurus.



De acordo com os especialistas, o novo tipo de buraco negro é diferenciado pela grande distância de suas estrelas companheiras Por não emitirem luz, isso indica que esses objetos massivos não são grandes comedores, provavelmente por estarem distantes de suas estrelas.

O BH1 e BH2 não possuem qualquer tipo de luz, visível ou invisível, e eles permaneceriam indetectáveis para nós se não houvesse uma estrela ao redor de cada.



“Isso é muito emocionante, pois agora implica que esses buracos negros em órbitas amplas são realmente comuns no espaço, mais do que os binários, onde o buraco negro e a estrela estão mais próximos”, afirmou Yvette Cendes, coautora da descoberta do Gaia BH2.

O telescópio Gaia segue coletando dados, e seu próximo lançamento de dados, em 2025, deverá reunir 66 meses de observações, onde novos sistemas binários de estrelas e buracos negros poderão ser descobertos.




Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas