Anderson poderá depor em segredo na CPI dos Atos Antidemocráticos

Delegada Marília Ferreira Alencar DF Misto Brasília
Marília Ferreira Alencar foi subsecretária de Inteligência da SSP-DF/Divulgação/CLDF

Requerimento foi apresentado pelo presidente da comissão. Hoje, ex-secretária disse que alertou chefias da SSP sobre riscos no dia 8 de janeiro

Por Misto Brasília – DF

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Atos Antidemocráticos da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Chico Vigilante apresentou requerimento para que o ex-secretário Anderson Torres seja ouvido na próxima quinta-feira (16), às 10 horas, em reunião reservada da CPI.



Ander Torres deveria ter comparecido hoje (09) na CPI, mas o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, deu a prerrogativa ao ex-ministro de comparecer ou não. Anderson continua preso num quartel da Polícia Militar. O seu pedido de relaxamento da prisão foi negada pelo ministro do STF.

Nesta quinta-feira, depôs na CPI a ex-subsecretária de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do DF, Marília Ferreira Alencar. Ela garantiu que alertou com antecedência as chefias da Secretaria de Segurança Pública (SSP) sobre os riscos da mobilização golpista do dia 8 de janeiro. “O que se tinha foi recebido e repassado”, registrou a Agência CLDF.

O Misto Brasília transmitiu ao vivo a oitiva com a delegada



O requerimento foi assinado por todos os cinco deputados da comissão que estavam presentes: João Hermeto (MDB), Fábio Felix (Psol), Jaqueline Silva (sem partido) e Pastor Daniel de Castro (PP).

A reunião reservada terá presença permitida somente para os membros da comissão e para servidores determinados pela presidência do colegiado. Não será permitida a presença da Imprensa e também sem transmissão da TV Câmara Distrital, portanto, será um depoimento em segredo.



No entanto, foi questionado pelo relator, deputado Hermeto sobre a disponibilidade pública das informações. “O que ele disser reservadamente pode ser publicado”, garantiu Vigilante.

“Ele disse que tem muito a falar, quer falar. Nós queremos que ele fale. Não queremos a exposição da imagem dele, queremos as informações”, disse o presidente.


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas