Até agora são 12 os ataques contra as torres de transmissão de energia

Linha de transmissão energia elétrica Misto Brasília
Linha de transmissão concluída recentemente pela Neoenergia/Divulgação

Ministro prometeu atualizar a tecnologia para combater os atos de vandalismos que se concentram em São Paulo, Rondônia e Paraná

Por Pedro Peduzzi – DF

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, disse hoje (17) que os atos de vandalismo que resultaram na derrubada e em danos em torres de transmissão de energia terão, como consequência, a modernização da segurança do sistema de transmissão de energia elétrica do país.

Os vândalos responsáveis pelos ataques terão “resposta e punição vigorosas” do poder público, afirmou o ministro.



Silveira fez a afirmação após reunião com integrantes da força-tarefa criada para prevenir e punir ataques ao sistema. De acordo com o ministro, não houve, até o momento, qualquer dano ao sistema elétrico por conta dos ataque.

“A situação está sob controle, e as ações estão sendo tomadas, e tudo que puder ser feito pelo poder publico será feito com vigor”.



Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), até o momento, há registros de quatro torres derrubadas (três em Rondônia e uma no Paraná) e 12 danificadas (quatro no Paraná, duas em São Paulo e seis em Rondônia).

“As empresas estão atuando nas avarias detectadas, e os eventos estão sendo monitorados e fiscalizados pela Agência. Importante esclarecer que não houve interrupção do fornecimento de transmissão de energia em virtude dessas ocorrências”, informou a Aneel.


Na reunião de hoje da força-tarefa – com representantes do setor elétrico, das polícias Federal e Rodoviária Federal, além de integrantes da Aneel e do Operador Nacional do Sistema Elétrico – foram definidas algumas ações preventivas para evitar novas ações de vândalos.

Estão previstas ações como inspeções especiais nas linhas, em especial nas travessias de rodovias e ferrovias; instalação de câmeras de monitoramento; e reforço do patrulhamento.

“Discutimos algumas questões fundamentais para modernização da segurança do sistema de transmissão nacional”, disse o ministro.


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas