Desmatamento floresta Amazônica Misto Brasília

Polícia Federal terá equipe própria para combater crime ambiental

A nova unidade teria uma visão ampla dos crimes na Amazônia, como o combate às drogas e lavagem de dinheiro

O senador eleito, Flávio Dino, relatou à Reuters que o novo governo do presidente eleito, Lula da Silva, pretende criar uma nova unidade da Polícia Federal focada em crimes ambientais.



Dino afirmou que a nova unidade da Polícia Federal proposta teria uma visão ampla dos crimes na Amazônia, onde desmatamento, mineração ilegal, tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e violência de gangues estão frequentemente interligados.

“Existe agora uma complexidade específica de crimes ambientais, em que existe, uma espécie de combo de crimes na Amazônia. Não temos mais crimes ambientais isolados. Você tem essa sofisticação e tem uma transnacionalidade, porque envolve outros países da Amazônia. Então a ideia é uma unidade especializada para maior eficiência e maior articulação com os países vizinhos”, declarou Dino à mídia.



Neste momento, os crimes ambientais são investigados pelo departamento de crime organizado da Polícia Federal, e a criação de uma nova unidade, seria uma “proposta prática, que mostra um senso de prioridade para essa questão ambiental”, acrescentou.

O ex-governador do Maranhão ainda afirmou que a equipe de transição planeja revogar muitas das ordens executivas do presidente, Jair Bolsonaro, que encorajaram o desmatamento ilegal ao tornar a fiscalização mais complexa.