Xi Jinping presidente chinês Misto Brasília

China ocupa buraco deixado pelos EUA na América Latina

As empresas chinesas investiram no Brasil. Também no Chile, Peru e Argentina

A falta de interesse dos EUA em relação à América Latina criou um vácuo que foi preenchido com investimentos chineses, escreve o American Conservative.



“Outro país preencheu o buraco deixado pela indiferença americana: a China. Enquanto os EUA estavam focados em guerras a milhares de milhas de suas costas, o gigante oriental lenta, mas seguramente, espalhou sua influência por toda a região”, aponta o artigo.

Nota-se que agora a China tomou a liderança, ultrapassando os EUA, no comércio com a Argentina, Brasil, Peru e Chile. Pequim está investindo em suas infraestruturas e indústrias, explica o autor.



“isso significa que os EUA estão perdendo os principais aliados, que poderiam ajudá-los a aliviar seus problemas internos”, acrescenta jornal.
A China preencheu a lacuna que os EUA deixaram investindo em infraestrutura e indústria em toda a região.

As empresas chinesas investiram US$ 21 bilhões em 2017 no Brasil (R$ 112 bilhões na cotação atual), incluindo usinas de energia, distribuidora de energia elétrica e portos. Governadores brasileiros de todo o espectro político visitam regularmente a China para atrair mais investimento”, ressalta a mídia.