Eleições urna eletrônica DF Misto Brasília

Atestado a segurança do processo eleitoral pelo TSE

A verificação dos sistemas de integra o cronograma de ações que a Corte realiza antes de cada eleição

Por Alex Rodrigues

Técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cumpriram, hoje (29), véspera do segundo turno das eleições gerais de 2022, mais uma etapa do processo de fiscalização da integridade dos sistemas eletrônicos de votação.

A verificação dos sistemas de Gerenciamento da Totalização, Receptor de Arquivos de Urnas, InfoArquivos e Transportador WEB integra o cronograma de ações que a Corte realiza antes de cada eleição. O objetivo foi de atestar a segurança do processo eleitoral e, se necessário, corrigir eventuais problemas.



A cerimônia pública de verificação, que ocorreu na sede do TSE, em Brasília, contou com a presença de representantes das Forças Armadas, da Polícia Federal (PF), da Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de delegados dos partidos PV,  PCdoB e do Cidadania e jornalistas

Além de inspecionar a integridade dos sistemas lacrados no mês passado, os técnicos do TSE emitiram a chamada zerésima. O relatório impresso demonstra que nenhum voto foi previamente registrado no sistema de totalização. Não há no sistema nenhum voto contabilizado para qualquer um dos candidatos.