Senadora Leila Barros DF Misto Brasília

Leila anuncia apoio a Lula e Bolsonaro tem apoio de Moro

Articulações se intensificaram com manifestações públicas, especialmente na tarde desta terça-feira

Por Misto Brasília – DF

A senadora Leila Barros (PDT), que foi candidata ao governo do Distrito Federal, anunciou nesta tarde o seu apoio ao ex-presidente Lula da Silva, que concorre no segundo turno contra o presidente Jair Bolsonaro. A manifestação é uma de uma série que começaram ontem e tive maior intensidade nesta tarde para os dois candidatos.

A senadora escreveu que acata a decisão da executiva nacional “justamente por entender que os partidos defendem pautas comuns, como o fortalecimento da educação, da cultura, das instituições brasileiras e das legislações trabalhistas”. Nesta tarde, o ex-presidenciável Ciro Gomes acompanhou também o partido, anunciado pelo presidente Carlos Lupi, de apoiar Lula da Silva.



O Cidadania também anunciou sua posição favorável ao petista, através do ex-deputado Roberto Freire. A decisão foi tomada numa reunião da executiva do partido. No PSDB, os diretórios estaduais foram liberados para apoiar Lula da Silva ou Jair Bolsonaro.

No Ceará, o governador eleito Elmano Freitas (PT) já começou a campanha em favor do ex-presidente. No mesmo dia, o deputado federal Capitão Wagner (União Brasil), disse que fará campanha para Bolsonaro. O parlamentar ficou em segundo lugar na disputa ao governo cearense.

Como foi o resultado das eleições para governador nos estados



No Pará, o governador reeleito Hélder Barbalho (MDB) disse que fará campanha para Lula da Silva. Antecipa manifestações de emedebistas que já tinham simpatia com o ex-presidente. A ex-candidata a Presidência no primeiro turno, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) já deu pistas que irá apoiar Lula da Silva.

Em São Paulo, o governador Rodrigo Garcia (PSDB) disse que vai apoiar Bolsonaro e Tarcísio Freitas (PL), que está no segundo turno contra Fernando Haddad (PT) ao governo estadual. Garcia ficou em terceiro lugar na disputa no primeiro turno.


Hoje pela manhã, o governador reeleito de Minas Gerais, Romeu Zema, fez uma declaração pública, em Brasília, em favor de Bolsonaro. Quem também esteve em Brasília para expressar simpatia por Bolsonaro, foi o governador reeleito do Rio de Janeiro, Cláudio Castro.

No Twitter, o senador eleito Sérgio Moro (União Brasil) escreveu que vai apoiar o atual presidente na caminhada para a reeleição. “”Contra o projeto de poder do PT, declaro, no segundo turno, o apoio para Bolsonaro”. O mesmo fez o ex-procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol (União Brasil), que foi eleito deputado federal pelo Paraná.