Rodrigo Rollemberg ex-governador DF Misto Brasília

Ex-governador Rollemberg defende frente com Reguffe

Ele disse que a definição da pré-candidatura do senador acendeu uma chama de esperança

O ex-governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), defendeu hoje (25) a construção de uma “frente progressista alternativa” ao governo de Ibaneis Rocha para as eleições de outubro. A sugestão ocorre após a definição da pré-candidatura do senador José Antonio Reguffe (União Brasil).

Rollemberg disse que ficou animado e que o lançamento “acendeu uma chama de esperança”, porque o senador é “um ator importante” para essa aliança. A unificação de uma frente vai representar a desistência de pré-candidatos que atualmente se lançaram ao Palácio do Buriti. Em maio o ex-governador já defendeu uma união entre Reguffe e o PSB.



“As conversas agora tem que ser objetivas. Quem tem mais condições de competir e derrotar Ibaneis”, resumiu. Nesse processo, a pré-candidatura de Rafael Parente, do PSB, pode ser descartada se for levada em conta as pesquisas eleitorais.

Reguffe aparece em segundo lugar, atrás do governador, e Rafael está embolado nas últimas colocações com outros pré-candidatos, o senador Izalci Lucas (PSDB), o deputado distrital Leandro Grass (PV), Lela (Keka) Bagno (PSol) e Lucas Salles (Democracia Cristã). A senadora Leila Barros (PDT) aparece em terceiro lugar.



Rollemberg informou que existem conversas há muitos meses com Reguffe, incluindo o presidente regional do PSB, Rodrigo Dias, e o próprio Rafael Parente. “Agora é preciso avançar nas negociações e ver quais são as alternativas”, comentou.

O ex-governador também inclui nessas conversas o distrital Leandro Grass (PV). Convencer eventualmente o pré-candidato a desistir seria outro esforço de negociação, mas talvez seria possível para um novo cenário no segundo turno. Grass é pré-candidato da frente PT-PCdoB-PV e garante o palanque para o ex-presidente Lula da Silva (PV) no Distrito Federal. Além disso, a frente quer atrair o PSol e a Rede para essa frente, caracterizando uma eleição majoritária de esquerda ao Buriti.