Rede Starlink bilionário Elon Musk Misto Brasília

Elon Musk volta a falar em desistir da compra do Twitter

Esta foi a a primeira vez que Musk ameaçou desistir da compra por meio de um documento

O bilionário Elon Musk ameaçou nesta segunda-feira (06) retirar sua oferta para adquirir o Twitter. Ele alega que a rede social não cumpre suas obrigações de fornecer os dados necessários sobre contas falsas.



Uma carta assinada por um representante do empresário afirma que a rede cometeu “uma clara violação material” de suas “obrigações sob o acordo de fusão e o senhor Musk se reserva o direito de não consumar a transação e seu direito de encerrar o acordo de fusão”.

Esta foi a a primeira vez que Musk ameaçou desistir da compra por meio de um documento por escrito, em vez de sinalizar uma desistência por meio de publicações na própria rede social. O texto foi divulgado no site da agência reguladora do mercado de ações dos EUA, a SEC.


Após apresentar em abril uma oferta de compra da rede social por US$ 44 bilhões, o bilionário passou a colocar em dúvida os dados fornecidos pelo Twitter sobre contas falsas e as medidas adotadas para limitar sua proliferação.

“Musk acredita que o Twitter está se recusando de forma transparente a cumprir suas obrigações sob o acordo de fusão, o que está causando mais suspeitas de que a empresa está retendo os dados solicitados”, diz a carta divulgada nesta segunda.