Caseiro fuga prisão Goiás Misto Brasília

Caseiro caçado há uma semana se entregou neste sábado

Wanderson começou a fugir depois de matar três pessoas, incluindo uma criança de dois anos

Depois de quase uma semana de caçada, o caseiro Wanderson Mota Protácio, 21 anos, se entregou para a polícia de Goiás. Ele estava em fuga depois de matar no dia 28 de novembro, em Corumbá de Goiás, Entorno do Distrito Federal, a mulher grávida Rânia Aranha Figueiro, 21 anos, a enteada Geysa Aranha da Silva Rocha, de dois anos e nove meses.

Ele matou também o fazendeiro Roberto Clemente de Matos, 73 anos. Depois, tentou estuprar a mulher do fazendeiro, mas não conseguiu, e atirou no ombro dela.



O caseiro se entregou hoje (04) em Gameleira de Goiás. Em entrevista exclusiva à TV Anhanguera, a fazendeira Cindra Mara contou que foi surpreendida por Wanderson, por volta das 6 horas, na fazenda onde ela mora. Ela contou que, após conversar com o criminoso, conseguiu convencê-lo de se entregar à polícia.

“Eu estava dormindo, a janela estava meio aberta na minha fazenda. Aí ele chegou com o revólver, apontou a arma e eu pedi calma, falei pra ele ficar tranquilo que eu iria ajudá-lo”, segundo o G1 de Goiás.

Em nota, a Polícia Civil de Goiás confirmou a prisão de Wanderson Mota. Mais detalhes seriam dados na Delegacia Regional em Anápolis. A Polícia Civil vai investigar se o caseiro teve ajuda nos seis dias de fuga.