Enem 2021 provas Brasília Misto Brasília

Primeira dia de prova do Enem 2021 traz questões sociais

Número de inscritos é o menor desde 2005. Hoje, 3,1 milhões de estudantes estavam inscritos

Estudantes de todo o Brasil realizaram neste domingo (21) o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021, principal meio de acesso ao ensino superior do país. Os exames avaliaram os candidatos em ciências humanas, linguagens e redação.

Neste ano, 3,1 milhões de estudantes tiveram a inscrição confirmada para fazer o exame, o menor número desde 2005. No seu auge, em 2014, o Enem chegou a ter 8,7 milhões de inscritos.



O tema da redação foi “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”. A prova pedia aos estudantes que analisassem a importância de os brasileiros terem certidão de nascimento e documentos que permitam o exercício da cidadania e acesso a políticas públicas, e discutissem problemas decorrentes da falta do registro.

Segundo a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais, cerca de 2,1% dos brasileiros ainda não têm acesso à sua certidão de nascimento, o que impede a emissão de outros documentos.



Pelo terceiro ano seguido, período que coincide com o governo de Jair Bolsonaro, o Enem não trouxe questões sobre o período da ditadura militar. A pressão do governo para tentar interferir no conteúdo da prova, porém, não impediu que o exame abordasse temas sociais importantes da história contemporânea do Brasil.

Entre os assuntos discutidos nas questões estavam, por exemplo, população carcerária, erotização da mulher, desigualdade de gênero, questão indígena, escravidão e racismo. Uma das perguntas pedia que os estudantes interpretassem um trecho da música “Admirável Gado Novo”, do cantor Zé Ramalho, e a relacionasse com as condições sociais no Brasil. (Da DW)