Equador presidente Guilhermo Lasso Misto Brasília

Estado de emergência no Equador por conta do narcotráfico

Policiais e militares patrulharão as ruas 24 horas por dia nos próximos dois meses

Na segunda-feira (18), o presidente equatoriano, Guillermo Lasso, decretou estado de exceção em todo o país devido ao aumento dos índices de criminalidade ligados ao narcotráfico, ordenando a mobilização de policiais e militares nas ruas.



De acordo com o presidente equatoriano, durante o estado de emergência policiais e militares patrulharão as ruas 24 horas por dia. Além disso, um comitê será formado reunindo diversos ministérios da área social e de direitos humanos para prevenir e frear a dependência química e reinserir os usuários de drogas. A medida é válida por 60 dias.

Anunciou que o governo dará às forças da ordem o apoio necessário para o desenvolvimento do seu combate ao crime, para o qual será criada a Unidade de Defesa Jurídica da Força Pública , entidade que se dedicará exclusivamente à proteção de todos os seus membros. a Polícia Nacional e as Forças Armadas que são processadas pelo simples cumprimento de seu dever, informou o site do La Hora.