Jair Bolsonaro presidente cadeira Misto Brasília

Bolsonaro diz que é “brincadeira” se preocupar com relatório da CPI

O presidente afirmou hoje pela manhã que o texto a ser lido amanhã “não pega nada”

Chefe do Executivo brasileiro diz que o culpam por tudo e que é “brincadeira” se preocupar com o resultado final da CPI. Para Planalto, documento foi nomeado de “relatório do Lula”. Nesta manhã (19), durante conversa com apoiadores no Palácio do Planalto, o presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), disse não se importar com o resultado do relatório final da CPI da Covid e afirmou estar sendo perseguido.

“Para mim não pega nada, estou ignorando [a suposta perseguição]. Vou me preocupar com a CPI, por exemplo? Brincadeira. Tem acusação de suspeita de corrupção do Renan [Calheiros]”, disse o presidente.


Segundo a mídia, na última sexta-feira (15), Bolsonaro já havia reagido ao relatório final chamando Calheiros, relator do documento, de bandido e declarando que o senador “estava de sacanagem” com a intenção de pedir seu indiciamento por 11 crimes.O chefe do Executivo também declarou na mesma conversa que se sente incompreendido e voltou a fazer críticas a governadores pelas medidas de restrição durante a pandemia do coronavírus.

“Os problemas existem, o que é duro é a incompreensão. A política do fica em casa abalou o mundo todo e o Brasil não está fora deste contexto. Tempo todo sou responsável por tudo. Se é assim, acha um cara melhor, sem problema nenhum. Tem muita gente boa candidato. […] Vou cumprir meu mandato sem problema nenhum, fazer o que é possível, mas analisem”, declarou.