Reserva do Jaburu fogo no Cerrado Misto Brasília

Empresas e entidades pressionam o Brasil sobre clima

Documento afirma que as metas defendidas pelo Brasil são insuficientes e devem ser mais ousadas

A pouco mais de duas semanas para o início da Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, a COP26, um grupo de mais de 300 empresas e entidades elaborou um documento com alertas e recomendando que o governo brasileiro eleve suas metas de redução de emissão de gases de efeito estufa, que causam o aquecimento global, e reduza significantemente o desmatamento ilegal.

O texto foi divulgado nesta quarta-feira (13) pela Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura, formada por entidades do agronegócio, empresas, da sociedade civil, setor financeiro e científico. Ele afirma que as metas defendidas pelo Brasil são insuficientes e devem ser mais ousadas.



O estudo foi produzido entre agosto e setembro, por meio de uma série de discussões entre os membros da Coalizão e da sociedade, e aponta alguns temas que deveriam ser abordados pela delegação brasileira durante a COP26. O encontro climático será realizado em Glasgow, na Escócia, a partir do próximo dia 31.

O texto alerta que as mudanças climáticas vão afetar todas as regiões do Brasil, agravando as secas nas regiões Nordeste e Centro-Oeste e aumentando as temperaturas nos estados brasileiros mais ao norte.


A Coalizão Brasil defende a ampliação das metas relativas às emissões de carbono estabelecidas para 2025, 2030 e 2050 e a “apresentação de políticas e planos claros e contundentes” para cumprir as promessas. O grupo ressalta ser necessária urgência na implementação dos compromissos.