TJDF prédio Tribunal de Justiça DF

Tribunal de Justiça amplia vagas de analistas para concurso público

As vagas foram criadas em sessão extraordinário com a extinção de cargos de técnicos judiciários

O plenário virtual do Tribunal de Justiça decidiu hoje (05) extinguir 118 cargos de técnicos judiciários e transformar as vagas em analistas judiciários. Os novos cargos serão incorporados no concurso público que está sendo preparado pela corte do Distrito Federal.

Com a aprovação do plenário, será elaborado um anteprojeto de lei que será encaminhado ao Congresso Nacional. Essa alteração no quadro funcional precisa ser aprovada pelos deputados federais e pelos senadores da República. A decisão, segundo se informou na sessão extraordinária, não acarreta novas despesas. Para os cargos de analistas será exigido a conclusão do curso de Direito.



A proposta de extinguir 15 cargos vagos de policial judicial em analista judiciário não foi aprovada pelos desembargadores. As vagas serão obtidas com a extinção de cargos de técnico administrativo. Atualmente, há 382 cargos de policial judicial, dos quais 364 estão ocupados.

Tribunal de Justiça DF sessão virtual

Sessão virtual do Tribunal de Justiça do DF desta terça-feira/Reprodução vídeo

O Tribunal de Justiça possui 4.632 técnicos, dos quais 1.466 têm o curso de Direito. A criação de mais cargos de analistas judiciários é para atender a demanda dos gabinetes e em outras repartições do Judiciário do DF.

A desembargadora Sandra dos Santos é a responsável pelo concurso, cujo edital ainda não tem data para ser divulgado. O concurso também deve ter um número ampliado de cargos na área da Tecnologia da Informação (TI).

O orçamento do TJDF para 2022 prevê os gastos com as novas contratações que seriam urgentes, já que “a situação é precária realmente”, registrou a desembargadora Ana Maria Duarte.